Pesquisar
Agendar Atendimento

Serviços

ver todos

Condições de funcionamento das Upinhas é discutida em reunião com as entidades médicas

Na tarde desta terça-feira (06/07), a diretoria do Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe), médicos das Upinhas e representantes da diretoria do Sindicato dos Médicos de Pernambuco (Simepe) e da Sociedade Pernambucana de Medicina de Família e Comunidade, estiveram reunidos na sede do Cremepe, no bairro do Espinheiro, zona norte do Recife.

O encontro teve como objetivo discutir as condições de funcionamento das Upinhas no município e receber as denúncias e relatos trazidos pelos profissionais que atendem nas unidades. Os médicos pontuaram a necessidade de resoluções assertivas para os problemas vividos nas Upinhas, como: condições de trabalho e desabastecimento de insumos; falta de uma estrutura adequada; adoecimento dos profissionais; problemas nos fluxos de atendimento, inclusive a pacientes com Covid-19, e sobrecarga da equipe médica.

Na ocasião, o 1º secretário do Cremepe, André Dubeux, chamou atenção para a situação crítica das Upinhas no que diz respeito à assistência à população e à saúde mental dos profissionais. Dubeux pontuou, ainda, que algumas das unidades já foram fiscalizadas pela autarquia e notificadas e se prontificou a vistoriar as demais Upinhas citadas ao longo da reunião.

Já a presidente do Simepe, Claudia Beatriz, destacou que os problemas das unidades se tratam de demandas antigas entre as entidades médicas e a gestão municipal, fala esta que foi reiterada pelo vice-presidente do Conselho, Mário Jorge Lôbo. Por fim, o presidente do Cremepe, Maurício Matos, afirmou que as entidades “não se furtarão de suas responsabilidades” e deliberou pela solicitação de uma audiência com o prefeito da cidade do Recife, João Campos.