Pesquisar
Agendar Atendimento

Serviços

ver todos

Todos os dias são deles

O Dia do Médico é comemorado, no Brasil, em 18 de outubro. Mas este dia nem sempre coincide com o calendário pessoal dos pacientes, que guardam na memória datas em que um médico fez a diferença na sua vida: seja na realização de uma cirurgia, no nascimento de um filho ou no consolo nos momentos de perda ou de escolhas difíceis.
Esse é o mote da campanha do Conselho Federal de Medicina (CFM) para marcar a data. E essa mensagem traz à memória momentos pessoais que nos fazem ter a certeza que todos os dias merecem ser de homenagens aos médicos. Eu alimento muito sentimento de admiração e gratidão por vários deles, como também por profissionais de
outras áreas da saúde.

A iniciativa do CFM traz depoimentos de três pessoas que relatam momentos importantes de suas vidas em que os médicos foram essenciais. Na percepção de Camilla, o dia 27 de abril será sempre o dia do médico, pois foi a data em que foi realizada a cirurgia que separou as suas duas crianças, gêmeas siamesas unidas pela cabeça. Já para o músico Hugo, a data é 5 de julho, quando ele teve alta do hospital após ser intubado devido à covid-19. E Brenda lembra
o carinho do médico que acolheu a família nos meses em que a mãe lutava contra um câncer. Para ela, a data que ficou na memória é 20 de junho. Eu também (e tenho certeza que acontece o mesmo com muita gente) tenho os meus
dias inesquecíveis, de gratidão a aqueles que exercem a medicina com muita maestria.

Neste ano, ainda marcado pela covid-19, o Conselho Regional de Medicina do Estado de Pernambuco (Cremepe) faz
homenagens para o dia 18 de outubro com vivências relatadas por médicos pernambucanos durante este período de pandemia. As falas serão publicadas, durante este mês, no canal do Cremepe no YouTube. A homenagem traz como essências da medicina a dedicação, o desafio e os atos de confortar, aliviar e acolher cada um de seus pacientes e seus familiares. Em relatos emocionantes, os médicos falam sobre seus medos, angústias, felicidades e esperanças em tempos de pandemia e declaram ainda o que é, para eles, o verdadeiro “ser médico”. Os vídeos também serão compilados em pequenos teasers publicados nas redes sociais do Cremepe.

A campanha será veiculada através de outdoors no Recife e em municípios do interior do Estado que trarão trechos das falas dos médicos em celebração à data, além de spots de rádio. “Ser médico se resume na disponibilidade de cada um de ter salvo muitas vidas. Cada vida salva, especialmente daqueles pacientes mais graves, é creditada aos médicos e a todos os profissionais de saúde. Nós salvamos vidas, vidas foram salvas por conta de nosso esforço, nossa
dedicação e exposição”, diz o presidente da entidade, Maurício Matos.