Pesquisar
Agendar Atendimento

Serviços

ver todos

Arboviroses: casos crescem 453%

O Recife notificou 26.284 casos suspeitos de arboviroses este ano (até 26 de outubro), sendo 9.698 de dengue, 16.026 de chicungunha e 560 de zika. Entre eles, foram confirmados 5.784 casos de dengue e 12.626 de chicungunha (total de 18.410). Em comparação com mesmo período de 2020, houve aumento de 341% dos casos notificados e de 453% dos casos confirmados de arboviroses. O retrato da cidade se estende também a outras regiões de Pernambuco.

Só neste ano, no Estado, já são 49.306 casos suspeitos de dengue, o que representa aumento de 46%, em relação ao
mesmo período de 2020, segundo a Secretaria Estadual de Saúde (SES). Em relação à chicungunha, foram notificados 35.981 casos em 147 municípios, o que corresponde ao aumento de 363%, em comparação com o mesmo período do ano passado. Já para zika, até o momento, foram notificados 5.753 casos em 114 municípios, o que mostra um aumento de 141%, em relação a 2020.

Esses dados tendem a estar subnotificados, já que a pandemia impactou o registro de casos das arboviroses e demais
doenças pelos municípios, que têm dedicado esforços ao enfrentamento do coronavírus.

A secretária-executiva de Vigilância em Saúde da SES, Patrícia Ismael, destaca que, no Estado, algumas localidades
trazem maior preocupação em relação ao cenário das arboviroses. “Limoeiro, Goiana, Palmares e Afogados da Ingazeira são regiões que chamam a atenção no momento, pois tiveram mais aumento de casos.
Nos municípios dessas áreas,
procuramos saber como está
o trabalho dos agentes de endemia, que estavam sem entrar
nas casas no ano passado”, informou.