Pesquisar
Agendar Atendimento

Serviços

ver todos

Médicos do Estado de Pernambuco iniciam campanha salarial 2015

Tadeu Calheiros, Mário Jorge Lobo, Sílvio Rodrigues e Helena Carneiro Leão

Tadeu Calheiros, Mário Jorge Lobo, Sílvio Rodrigues e Helena Carneiro Leão

Os médicos do Estado de Pernambuco iniciaram na noite desta quarta-feira (27) a Campanha Salarial 2015, em  Assembleia Geral, realizada no auditório da Associação Médica de Pernambuco (Ampe).

O presidente do Sindicato dos Médicos de Pernambuco (Simepe), Mário Jorge Lôbo, fez uma breve análise do atual momento econômico do Estado e relembrou o movimento anterior, que resultou em conquistas importantes para categoria. Na ocasião, o presidente reforçou sobre a capacidade de negociação e da força dos médicos e identificou a união dos profissionais como a maior arma para um novo desfecho positivo.

A categoria especificou os principais gargalos da saúde no Estado: déficit de recursos humanos, crise na rede materno-infantil, escassez de equipamentos, sobrecarga de trabalho, superlotação, entre outros. Para o presidente do Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe), Silvio Rodrigues, o cenário da saúde é pior que há quatros anos, quando houve a última negociação. “Os médicos tem sido a resistência da saúde”, comentou.

Além das más condições de trabalho e da recomposição salarial, outros pontos serão expostos  e reivindicados durante o período de negociação entre o Simepe e o Governo de Pernambuco, como: piso médico nacional,  jornada de trabalho, gratificação de plantão, revisão do PCCV, concurso público, preceptoria, insalubridade e produtividade.  Serão essas as diretrizes do movimento dos médicos em 2015.

O vice-presidente do Simepe, Tadeu Calheiros, chamou a atenção para o apoio que o movimento está recebendo das sociedades de especialidades médicas (pediatria, radiologia, angiologia, endoscopia, cirurgia geral, cardiovascular, traumato-ortopedia), da Comissão de Honorários Médicos, Associação Médica de Pernambuco e da Sociedade de Buco-Maxilo.  De acordo com ele, essa união fortalece o grupo.

Outro ponto destacado pelo vice-presidente foi a realização das assembleias regionais. “Este ano convocamos assembleias em nossas regionais Petrolina, Ouricuri, Garanhuns e Caruaru,  para repercutir ainda mais nosso movimento e mostrar a união em todo o Estado”, pontuou.

Por fim, a categoria considerou positivo o modelo de negociação plurianual e aprovou que se repita  o modelo, neste movimento de 2015.  O Simepe encaminhará oficio com a pauta de reivindicação dos médicos à Secretaria Estadual de Saúde de PE e solicitará reunião para discutir o pleito. “Sempre tivemos uma grande capacidade de dialogo e negociação com os gestores, vamos fazer o possível para manter essa linha, sem que haja maiores desgastes”, finalizou o presidente.

 Fonte: Simepe