Pesquisar
Agendar Atendimento

Serviços

ver todos

Diretores do Cremepe recebem presidente da Alepe, Eriberto Medeiros, na sede do Conselho

Diretores do Cremepe receberam na manhã desta sexta-feira (04/06), o presidente da Assembleia Legislativa do Estado de Pernambuco (ALEPE), Eriberto Medeiros, para uma reunião institucional, na sede do Conselho, no bairro do Espinheiro. Na oportunidade, os representantes da autarquia chamaram atenção para o déficit nas escalas de plantão e exaustão dos profissionais de saúde no atendimento à COVID-19.

O presidente da entidade médica, Maurício Matos, deu as boas-vindas ao representante do legislativo e iniciou a reunião que foi hibrida, contando com diretores presenciais – Mário Jorge Lôbo (Vice-presidente), André Dubeux (2º Secretário) e Waston Vieira (Tesoureiro); e virtualmente com a Secretária Geral, Zilda Cavalcanti, Pedro Passos (1º Vice –presidente) e Fernando Oliveira (Vice-corregedor). Além do assessor jurídico do Cremepe, Joaquim Guerra.

Diante do cenário, o representante do legislativo se colocou à disposição aos pleitos da entidade. “Nos colocamos à disposição do Conselho para que possamos, não só nesse momento, mas que a Assembleia venha a ser uma parceira do Cremepe daqui pra frente naquilo que se possa e tenha necessidade de ser ajustado na legislação estadual”, sinalizou.

Se por um lado, o representante da Assembleia adiantou o apoio, por outro, os conselheiros cobraram ações mais efetivas do Estado com a garantia de escalas completas de médicos e de profissionais de saúde, condições de trabalho digna, proteção com Equipamentos de Proteção Individual e vacina para todos.

O Conselho como defensor da ética médica publicou desde o início da pandemia resoluções e recomendações com o intuito de salvaguardar os médicos e seus pacientes. “Nós contribuímos, ao longo desse período, com diversas resoluções e recomendações, principalmente para o médico, na garantia dos melhores tratamentos”, sinalizou o presidente do Cremepe que fez questão de destacar as recomendações de retorno das atividades (Recomendação Nº 01/2020) e a normativa que trata disciplinarmente da entrada de pacientes nas UTIs com o desenvolvimento de um Escore de Priorização (Recomendação Nº 05/2020).

Na sequência, o Vice-presidente do Cremepe, Mário Jorge Lôbo, falou do cansaço dos profissionais que estão na linha de frente que acabam perdendo a própria vida. “Os números apontam que a incidência e a mortalidade na área da saúde é muito superior do que a população em geral”, pontuou.

Além disso, os médicos também estão adoecendo. Segundo pesquisa recente do Conselho Federal de Medicina (CFM) a fadiga, sobrecarga de trabalho e aumento do nível de estresse estão levando os profissionais de saúde ao limite.  Foi o que apresentou o 2º secretário do Cremepe, André Dubeux, responsável pela fiscalização dos serviços de saúde. “Para você ter ideia, na Junta Pericial do Estado, há uma média de 350 solicitações de afastamento por doença. Não são só médicos, mas também os enfermeiros. Nós estamos cansados. Recentemente fiz uma fiscalização no Hospital Geral de Areias e encontrei médicos jovens extremamente desestimulados, cansados com a inércia do poder publico”, disse Dubeux.

“Que a Alepe faça uma gestão junto ao governador e aos prefeitos dos municípios para que a gente una esforços, una as forças porque uma guerra só se consegue vencer com união”, defendeu o conselheiro do Cremepe, decano da entidade, Antônio Lopes.

Por fim, o vereador Tadeu Calheiros, que também participou da reunião, interviu sobre a necessidade de um olhar diferenciado aos profissionais da ponta, com a necessidade de retornar as férias, contratação de profissionais, ele também defendeu a insalubridade “como mais do que justa” e finalmente, como o último pleito adequação dos Equipamentos de Proteção Individual.

Após as falas, o presidente da Assembleia presenteou o Cremepe com uma miniatura do Palácio Joaquim Nabuco que foi retribuída com um exemplar do livro “Cremepe – 60 anos de história”.