Pesquisar
Agendar Atendimento

Serviços

ver todos

Diretores do Cremepe reúnem-se com Secretário de Saúde de Paulista

Na tarde desta sexta-feira (13/08), o presidente do Cremepe, Maurício Matos, o 1º secretário, André Dubeux e a conselheira Verônica Cisneiros se reuniram, de forma on-line, com o Secretário de Saúde de Paulista, Charles Roger, o coordenador geral do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) metropolitano, Leonardo Gomes, e representantes da saúde de Paulista. O intuito da reunião foi discutir a assistência aos munícipes do SAMU Paulista, Policlínica Torres Galvão e da atenção básica à saúde. 

“O objetivo do Cremepe é um só, é que a gente consiga melhorar a assistência de saúde aos seus munícipes”, explicou o presidente do Conselho. Esta reunião foi motivada após o setor de fiscalização vistoriar as unidades de saúde do município e identificar déficits de recursos humanos, problemas nas estruturas físicas tanto da policlínica quanto das unidades básicas de saúde, além de falta de equipamentos do SAMU Paulista. Todos os relatórios foram encaminhados ao secretário de saúde que apresentou as seguintes resoluções:

REFORMAS

A gestão sinalizou que já está buscando outros prédios para realocar as unidades básicas, onde 13 unidades começarão as reformas ainda esse mês; que todas as irregularidades no SAMU foram sanadas, inclusive com médicos nos sete dias da semana nas Unidades de Suporte Avançado. Sobre as reformas da Policlínica Torres Galvão, já foi montado um cronograma para pequenas reformas para que a unidade não seja fechada para os reparos. 

“São 15 unidades que estão em processo para serem reformadas. Hoje tenho um acervo de pelo menos 13 primeiras unidades para começar a reformar ainda neste mês, principalmente as reformas mais urgentes, paredes dando choque, infiltrações, 13 unidades que eu já autorizei, o projeto formatado com termo de referência, eu não termino agosto sem começar essas reformas”, explicou o secretário de Saúde. 

EQUIPES

Em relação ao quadro de pessoal, há a necessidade de contratação de mais profissionais tanto para a atenção básica quanto especializada, mas há dificuldades na contratação. Mesmo assim, a gestão disse que de março até julho deste ano houve o credenciamento de profissionais de saúde e no dia da reunião foram realizadas 29 contratações para o ambulatório de atendimento COVID-19. O secretário ratificou a necessidade de capital humano e que falará com o prefeito do município para contratações de excepcional interesse público.

SAMU 

Em relação ao Serviço de Atendimento Médico de Urgência (SAMU), o gestor do serviço de Paulista, Carlos Augusto, pontuou que as irregularidades apontadas pelo relatório de fiscalização do Cremepe foram resolvidas. “No dia seguinte (da fiscalização) o ventilador foi resolvido, a regularização do cadastro no Cremepe já foi solicitada. As medicações foram normalizadas e a bomba de infusão também já foi resolvida com a instalação programada para a semana que vem”, disse. 

Para o secretário, mesmo com as modificações, a unidade ainda não atende as demandas do serviço e irá mudar a sede para um imóvel com 700 m², além disso, pretende fazer uma base avançada do SAMU nas praias. Atualmente, o serviço conta com 13 macas e quatro ambulâncias.

O coordenador do SAMU Metropolitano, Leonardo Gomes, que também participou do encontro, parabenizou a gestão por priorizar o SAMU da cidade, mas disse que ainda há muitas solicitações de ambulâncias do metropolitano, com média de atendimento perto de 60% das transferências. 

POLICLÍNICA

A policlínica Torres Galvão também foi pauta da reunião. O 1º secretário do Cremepe explicou que os problemas encontrados na unidade foram escala profissional defasada e problemas na estrutura predial. Amanda Xavier, superintendente da unidade, disse que a policlínica conta com 3 plantonistas diurnos e 3 noturnos e que tem dificuldade na efetivação de profissionais. O secretário se comprometeu em falar pessoalmente com o prefeito para contratações de excepcional interesse público. Sobre a estrutura física explicou que já foi aprovado um cronograma de reformas. 

De acordo com o presidente do Cremepe, Maurício Matos, a reunião foi muito proveitosa. “Estamos muito satisfeitos. Em tão pouco tempo, em mudar a situação da saúde de Paulista. Nós iremos acompanhar esses avanços”, disse. Já o coordenador da fiscalização sinalizou uma nova vistoria em dezembro deste ano.